A liturgia nos convida a contemplar os gestos de duas pobres viúvas.  A primeira é caracterizada pela hospitalidade e a outra pela generosidade. As duas têm algo comum: a confiaça acima de tudo em Deus.

São essas atitudes que permitem a ação de Deus e revela que o nosso Deus é o Senhor da vida.

Na primeira leitura temos o Profeta Elias, um homem que ora, vivia experiências de euforia, como matar os 400 sacerdotes de Baal e ora vivia fugindo pelo deserto por terror de Jezabel,  filha do Rei da Fenicia, que introduziu no Reino do Norte o culto a Baal (deus cananeu – que tinha o dom da chuva e da fertilidade da terra).

Elias havia anunciado uma seca pela região e por algum tempo ficou escondido, porém a torrente secou e ele teve que sair, chegando em Sarepta, um povoado da Fenícia.

É ai que temos o encontro de dois necessitados, mas também de duas pessoas que tinham dons. Um tinha o dom da profecia e outro da hospitalidade.

Aquela pobre viúva esperava a morte: esse resto para mim e meu filho, para comermos e depois esperar a morte. Elias propõe a viúva a fazer a experiência que vai além do amor que tinha pelo filho e por ela, mas que ela pudesse acrescentar nessa dinâmica um desconhecido, um outro necessitado.

Ao dar esperança para aquela viúva, Elias vê o movimento da mulher que se coloca em agir – ela literalmente coloca a mão na massa, e  não fica perdendo tempo com histórias, conversas, lamentações e vitimismo. Assume uma postura de confiança em Deus.

No evangelho Jesus questiona o comportamento dos escribas que ostentavam e exploravam principalmente as viúvas. Avaliação de Jesus não se baseia apenas num valor econômico, mas também existencial.

Ele condena a falsa piedade dos escribas e ensina que é melhor confiar em Deus através de uma entrega total e sem reservas. Ao citar a atitude da pobre viuva que tinha apenas duas pequenas moedas, Jesus aprova sua liberdade em relação ao bem material e a confiaça em Deus.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *