História da Paróquia Nossa Senhora do Carmo

Em meados da década de 60, os moradores da região eram obrigados a procurar a Paróquia Nossa Senhora da Luz, do Jardim do Sol, na época administrada pela Congregação dos Oblatos de São José, ou a do Jardim Shangri-Lá A. Os poucos moradores deste bairro participavam dos grupos no Jardim do Sol, mas queriam ao menos uma capela mais próxima, visto que as condições das ruas, na época não asfaltadas, dificultava um pouco o acesso.

Já nos anos 70, estava crescendo o novo loteamento do Shangri-Lá B. O Pe. Tarcísio decidiu que iria construir a comunidade e que pertenceria ao Jardim do Sol. Após uma reunião em 15 de julho de 1970, ficou decidido o nome da Santa padroeira: Nossa Senhora do Carmo. Criada assim então a “Comunidade Urbana Nossa Senhora do Carmo”.

A então Capela foi construída com o esforço da comunidade. A madeira para os bancos e sua construção foram todos conseguidos por meio de doações. Desse modo, ao fim do ano de 1970, fora inaugurada a capela, que também servia de salão para quermesses promovidas aos sábados para recolher fundos para a construção de um barracão.

Em 1999, chega à paróquia o Pe. Jorge Arias, que em 19 de março de 2000, em missa solene às 09:00h, fez o lançamento da Pedra Fundamental do Centro Pastoral Catequético (assim chamado), não podendo estar presente para ver sua inauguração, realizada em 15 de julho de 2014. Nesse dia, estavam presentes Dom Albano Bortoletto Cavallin, Arcebispo de Londrina na época, e o Pe. Duílio Liburdi, pároco responsável pela paróquia neste período.

Assim foi crescendo a Paróquia Nossa Senhora do Carmo, vindo sempre um padre da congregação para administrá-la.

 

 

Publicar comentário